Como calcular a taxa de esforço

📘  Artigo escrito por Gaiacasas

  nov 2, 2022 | Tempo de leitura 2m

Calcular a taxa de esforço



calculo da taxa de esforço

Se quer saber de antemão se a sua taxa de esforço vai ser ou não um problema quando pedir crédito ao banco, este artigo é para si.

Taxa de esforço – esta expressão é, garantidamente, conhecida de todos os que já solicitaram um crédito habitação.

Na verdade, a taxa de esforço é, nada mais, nada menos, que um indicador que mostra a percentagem do rendimento total do agregado familiar que é utilizada para pagamento de todos os créditos contraídos.

Para simplificar, é um cálculo que mostra que rendimentos restam a uma família para as despesas diárias, após pagamento de todas as prestações mensais de créditos.








Limites da taxa de esforço na aprovação de crédito

Determina-se que a taxa de esforço não deve ultrapassar os 33%, ou um terço do rendimento total do agregado familiar para se ter uma margem de segurança que permita assegurar despesas de alimentação, deslocações, educação e lazer da família.

Algumas instituições financeiras possuem mesmo um limite máximo de 40% na taxa de esforço de quem lhes solicita crédito.

É verdade que pode não ser muito agradável ter uma resposta negativa a um pedido de financiamento por conta de a taxa de esforço servir de condicionante, mas mais do que uma medida restritiva, as orientações de limite de taxa de esforço servem para prevenir situações de incumprimento e sobre-endividamento, caso surjam imprevistos.

Afinal, ninguém está livre de vir a lidar com uma situação de desemprego ou doença prolongada.

Documentos solicitados para cálculo da taxa de esforço

Assim, quando solicitar um crédito a uma instituição financeira, pode contar que lhe vão ser pedidos elementos como o comprovativo de IRS e recibos de vencimento.

"Mas, para saber de antemão a sua taxa de esforço, pode começar a fazer algumas contas ainda antes de entrar com um pedido de pré-aprovação de crédito."

Então, como pode saber antecipadamente a sua taxa de esforço?

Como calcular a taxa de esforço

A parte animadora é que não é assim muito difícil de calcular. Existem alguns fatores a ter em conta, mas vamos esclarecer todos os pontos.



Logo de início, convém saber que despesas mensais com luz, água, gás e telecomunicações não fazem parte dos cálculos da taxa de esforço.

Já os cartões de crédito, crédito automóvel e crédito pessoal devem ser contabilizados no cálculo da taxa de esforço, bem como uma casa que seja arrendada.

Quer isto dizer que, caso não tenha nenhum crédito habitação previamente contratado, mas esteja a pagar uma casa arrendada, o valor da prestação mensal que paga tem que constar como despesa com encargos financeiros.

Isto porque, no fundo, é efetivamente um compromisso que terá que cumprir mensalmente.

Para calcular a taxa de esforço, pode usar a seguinte fórmula:

Taxa de Esforço = (Encargos Financeiros/Rendimento Líquido Total do Agregado) x 100



Rendimento do agregado familiar e encargos financeiros – o que deve contabilizar

Deve ter em conta que, no que diz respeito aos rendimentos mensais do agregado familiar, deve contabilizar o seguinte:

  • - Pensões, caso se trate de um pensionista
  • - Rendimentos provenientes de rendas, no caso dos proprietários de imóveis que se encontrem arrendados
  • - Outros rendimentos mensais fixos desde que se encontrem declarados no IRS

Já no cálculo dos encargos financeiros poderá contabilizar os seguintes elementos:



  • - Valor de prestações de crédito habitação
  • - Valor de prestações de crédito automóvel
  • - Valor de prestações de crédito pessoal
  • - Valor de prestações de cartões de crédito
  • - Valores mensais fixos associados a outras linhas de crédito, por exemplo, cartões de fidelização de lojas




taxa a ser verificada pelo banco

"Bem pago está quem por satisfeito se dá"- William Shakespeare - Escritor


copywriter
Gaiacasas

Somos uma equipa apaixonada e motivada com o objetivo de criar uma experiência ímpar a quem compra, vende ou aluga casas. Já são 16 anos a contribuir com dedicação e profissionalismo no sector imobiliário e adoramos partilhar todo o nosso conhecimento com o público em geral.



Obrigado pelo vosso apoio!

A entregar os melhores artigos imobiliários



newsletter

Subscreva a nossa Newsletter

Receba os artigos no seu email semanalmente



Leia mais artigos em Destaque

Artigo de opinião Elsa

A nova declaração de não dívida ao condomínio

Declaração de não dívida ao condomínio

Quero ler este artigo
Bullying imobiliário do senhorio

Bullying imobiliário – O que é e como se pode defender

Bullying imobiliário

Quero ler este artigo
Licença de habitação: o que é e para que serve?

Licença de habitação: o que é e para que serve?

Licença de habitação

Quero ler este artigo
Comprar casa com financiamento

Comprar casa: passo a passo do processo de financiamento

Processo de financiamento

Quero ler este artigo
Seguros da casa

Seguros da casa: quais deve ter e para que servem?

Seguros da casa

Quero ler este artigo
Glossário

Glossário imobiliário Gaiacasas - parte 1

Glossário imobiliário

Quero ler este artigo
humidade

8 Dicas para evitar a humidade em casa

Dicas "Smart" como evitar a Humidade dentro da sua casa

Quero ler este artigo
casa sustentavel

O que fazer para ter uma casa mais sustentável

Como pensar de forma responsável

Quero ler este artigo
Comprar casa

Conheça as 6 Etapas para Comprar a sua casa

Como comprar casa em Portugal

Quero ler este artigo

A tecnologia está sempre a evoluir e o ramo imobiliário está em constante mudança.
Queremos garantir que estamos bem posicionados para trabalhar no limiar desta indústria de uma forma significativa para que não nos falte um passo na entrega do melhor produto aos nossos cliente.

SEMPRE A PENSAR EM SI
sempre a pensar em si