Como identificar burlas de crédito

📘  Artigo escrito por Gaiacasas

⌛  ago 9, 2022 | Tempo de leitura 2,22 seg

Burlas de crédito



aviso de burlas de credito

As burlas de crédito existem e não são algo que acontece só aos outros.

Saiba como pode proteger-se e garantir que está a lidar com um intermediário de crédito fidedigno.

“Quando a esmola é demais…” conhece o resto do ditado?

Pois é, no que toca “créditos milagrosos” com demasiado facilitismo ou condições que nunca ninguém conseguiu antes, o ditado aplica-se na perfeição.

Desconfie.



Desconfie mesmo, porque as burlas de crédito são, infelizmente, uma realidade que pode acontecer a qualquer um.

"Importa saber, então, como se defender destes esquemas fraudulentos. O primeiro passo é saber se um intermediário de crédito é fiável, ou não."


aviso de burla




O que faz um intermediário de crédito

Bem, basicamente, um intermediário de crédito faz a mediação entre cliente e instituição de crédito. Será o intermediário de crédito que irá tratar de todo o processo de crédito.

Mas atenção: nunca é o intermediário de crédito que concede o crédito e sim o banco ou instituição financeira.

Ele poderá apresentar propostas ou contratos de crédito, acompanhar e agilizar o processo, celebrar contratos de crédito em nome da instituição financeira após esta conceder autorização e o cliente aceitar a proposta de crédito e mesmo aconselhar tipos de contrato de crédito ao seu cliente.

Como identificar um intermediário de crédito fraudulento

Para poder atuar, um intermediário de crédito tem que estar autorizado pelo Banco de Portugal, de acordo com as categorias existentes, que são as seguintes:

  • Crédito vinculado – estão debaixo da responsabilidade total e incondicional daqueles com quem celebram contrato de vinculação.
  • Crédito a título acessório – são fornecedores de bens e serviços e, sob responsabilidade total e incondicional do mutuante, servem de intermediários de crédito visando a venda dos bens ou serviços que oferecem.
  • Crédito não vinculado – não celebram contrato de vinculação, apenas é celebrado com o consumidor um contrato de intermediação, com os termos e condições inerentes à prestação do serviço de intermediação.

Existem mais de quatro mil entidades autorizadas pelo Banco de Portugal a atuar como intermediários de crédito.

Para garantir que está a trabalhar com um intermediário de crédito autorizado, consulte se a empresa consta dos registos do Portal do Cliente Bancário.

Existem ainda duas listas do site do Banco de Portugal de onde pode constar um intermediário de crédito se ele for legal:

- Lista de entidades habilitadas a atuar como intermediários de crédito.

- Lista de instituições de crédito, sociedades financeiras, instituições de pagamento ou de moeda eletrónica, dado que estas entidades podem atuar como intermediários de crédito, desde que em contratos em que não atuem como mutuantes.

Se depois de pesquisar e confirmar, o intermediário de crédito que o abordou com uma proposta não consta de nenhuma destas listas, termine a conversação e em circunstância alguma ceda os seus dados.

Pode – e deve! – alertar o Banco de Portugal e informar as autoridades (PSP, GNR, Polícia Judiciária ou Ministério Público).



Existem alguns sinais de alerta que vão para além da identificação do intermediário como entidade autorizada ou não.

Por exemplo, a lei proíbe os intermediários de crédito vinculados e a título acessório de cobrarem comissões. Já os intermediários de crédito não vinculado podem cobrar uma comissão, desde que esta conste do contrato celebrado.

Poderá ainda verificar se os contactos pertencem à entidade oficial, pesquisando num motor de busca.

Se for o caso de um intermediário de crédito que nunca ouviu sequer falar, deve procurar informação sobre essa empresa, eventualmente avaliações, queixas, testemunhos e feedbacks.

Quanto à comunicação da entidade que está a pesquisar, verifique se tem erros de ortografia e gramática e atente a quaisquer promessas de dinheiro rápido, sem burocracias.

Estes tipos de promessas estão normalmente acompanhados de contrapartidas de imóveis, cheques ou confissões de dívida.

Vantagens de recorrer a um intermediário de crédito

Não estamos com isto a dizer que nunca deve recorrer a um intermediário de crédito.

Pelo contrário, se procurar um profissional competente e legal, pode ser uma mais-valia para si.

Principalmente no que diz respeito ao crédito habitação, um intermediário de crédito pode responder às suas dúvidas, recolher e apresentar as melhores propostas de acordo com as suas condições e necessidades e, inclusive, conseguir melhores taxas de juro que um consumidor a título individual.



Além disso, é inegável que o processo irá decorrer mais rapidamente, ainda que obedecendo a todas as burocracias exigidas.

Em suma, procure alguém que esteja legalmente autorizado a atuar como intermediário de crédito e que tenha vasta experiência neste ramo de atividade.




homem no computador a burlar credito

"A razão engana-nos mais frequentemente que a natureza. - Luc de Clapiers Vauvenargues - Escritor"


copywriter
Gaiacasas

Somos uma equipa apaixonada e motivada com o objetivo de criar uma experiência ímpar a quem compra, vende ou aluga casas. Já são 16 anos a contribuir com dedicação e profissionalismo no sector imobiliário e adoramos partilhar todo o nosso conhecimento com o público em geral.



Obrigado pelo vosso apoio!

A entregar os melhores artigos imobiliários



newsletter

Subscreva a nossa Newsletter

Receba os artigos no seu email semanalmente



Leia mais artigos em Destaque

Aperto de mãos na renegociação

Renegociar o crédito habitação – sim ou não?

Renegociar o crédito habitação

Quero ler este artigo
Bolor em casa

Como evitar ter bolor em casa?

Bolor em casa

Quero ler este artigo
Convocatória e ata do condomínio

Aprenda a fazer a convocatória e ata do condomínio

Convocatória e ata do condomínio

Quero ler este artigo
Bruce Willis

Bruce Willis - final da carreira no cinema e venda de património imobiliário

Bruce Willis e venda do imobiliário

Quero ler este artigo
máquina de secar

A máquina de secar consome muita energia? Veja como poupar

Consumo da máquina de secar

Quero ler este artigo
Casas modulares

Casas modulares: uma aposta no futuro

Guia das Casas modulares

Quero ler este artigo
Lavar maquina

O que compensa: lavar a louça à mão ou na máquina?

Lavar a mão ou na máquina?

Quero ler este artigo
Sala

Tem uma sala pequena? Conheça os truques para a fazer parecer maior

Transforme a sala da sua casa

Quero ler este artigo
cuidados com verao

9 Dicas de manutenção da casa no verão

Previna-se com a chegada do calor

Quero ler este artigo

A tecnologia está sempre a evoluir e o ramo imobiliário está em constante mudança.
Queremos garantir que estamos bem posicionados para trabalhar no limiar desta indústria de uma forma significativa para que não nos falte um passo na entrega do melhor produto aos nossos cliente.

SEMPRE A PENSAR EM SI
sempre a pensar em si